LYON : A COLINA QUE REZA E A COLINA QUE TRABALHA

Enquanto a colina da Fourvière é conhecida como a colina que reza, a Colina da Croix Rousse é considerada a colina que trabalha, devido à histórica ocupação pelos trabalhadores da confecção de seda.

Começaremos a nossa visita pelo alto da cidade, da Colina da Fourvière (onde Lyon foi fundada em 43a.c pelos Romanos), chegaremos lá de funicular. A primeira parada é a basílica da Notre Dame de Fourvière, prepare-se para ficar maravilhado com esta obra do século XVIIII, tão importante para os Lyonneses. De lá temos uma das mais belas vistas da cidade.
Em seguida visitaremos o mais antigo teatro da época Gallo Romana localizado na França. 
Para os mais interessados pelo assunto, uma visita do museu Gallo Romano também é possível.Hora de descer o morro (de funicular ou a pé ) e cair no Vieux Lyon. Este bairro que é Patrimônio Mundial da UNESCO foi constituído na idade Média, conserva explêndidos edíficios religiosos desta época e muitos outros da Renascença, que nos mostram o quanto a região era rica no século XV.

No Vieux Lyon, encontraremos também os TRABOULES, uma das marcas registradas de Lyon, passagens secretas que ligam uma rua a outra por dentro dos prédios. Eles eram usados pelos artesãos da seda no século 18, e por soldados na Segunda Guerra Mundial. Visitaremos 2 deles. (Caso haja interesse, existe um passeio disponível que explora diversos deles.)

Almoçaremos em um tipico BOUCHON Lyonnais, restaurante com cozinha tradicional de Lyon.
À tarde, iremos visitar a PRESQ'ILE, bairro que abriga a praça central de Lyon : praça Bellecour. Caminharemos até a Place de la Comédie, onde veremos o Hôtel de Ville e o prédio da Ópera Nacional de Lyon, com um charmoso teto de vidro.

Dali, é só mais uma caminhadinha pra subir até a outra colina da cidade, a Croix-Rousse. 
Onde visitaremos um CANUT e um antigo atelier de fabricação de seda. 
Para finalizar nosso dia comeremos o mais saboroso sorvete de Lyon e veremos uma linda vista.